BLOGEAGENCE

BLOG
EAGENCE

Brand Persona x Buyer Persona: descubra a diferença entre elas

Saiba mais sobre os objetivos e especificidades de cada um desses termos.

Você sabe o que é uma persona? Certamente, se você trabalha com marketing, esse deve ser um conceito muito conhecido. Mas você sabia que essa palavra pode ser utilizada em mais de um contexto? Brand persona e buyer persona, por exemplo, são termos parecidos porém com objetivos diferentes.

Quem trabalha com marketing precisa estar habituado a vários termos e conceitos específicos. Além disso, muitas empresas passam por problemas na estratégia de comunicação e aumento de vendas, por isso saber a diferença entre buyer e brand persona é essencial para montar um plano de qualidade.

Ficou curioso para descobrir as particularidades de cada termo? Imaginamos que sim, e por isso, preparamos um artigo incrível para acabar de vez com as suas dúvidas!
Qual a diferença entre buyer e brand persona?
A diferença entre esses dois termos está ligada ao direcionamento e benefícios de cada um. Isso porque, enquanto a buyer persona é focada no cliente e traz benefícios como aumento de leads e vendas, a brand persona tem foco na marca, sendo responsável por gerar engajamento e humanizar a linguagem da empresa.
Buyer Persona: entendendo um pouco mais

A buyer persona, como já comentamos, é focada no cliente, ou seja, tem o objetivo de personificar o comprador ideal. Para isso, é preciso traçar o perfil de quem a sua empresa quer como cliente e para quem o seu produto é útil.

Muito além de delimitar um público-alvo, aqui você deve ser mais específico com perguntas como:

Qual a profissão da minha buyer persona?
Quais são suas dificuldades e necessidades?
Quais são seus gostos e hábitos?
Quais são os benefícios que ela espera com o seu serviço?

Delimitando isso, você consegue definir para quem vai falar e qual linguagem utilizará em toda a sua estratégia de marketing digital e conteúdo. Sendo assim, isso se torna útil para a pesquisas de palavras-chave, envio de e-mail marketing personalizado e blog posts para a jornada de compra.

Basicamente, sem delimitar para quem você quer falar, é como tentar vender chuteiras para qualquer pessoa. Você demoraria muito tempo para conseguir se firmar no mercado como um bom produto. Mas, delimitando que as chuteiras, por exemplo, são para um tipo de cliente específico, esse processo se torna mais rápido.
Brand Persona: entendendo um pouco mais

A brand persona, por sua vez, é focada na marca. Nos dias de hoje, sabemos que os consumidores precisam se identificar com os valores da empresa. Ou seja: se você tem o mesmo produto, preço e qualidade do concorrente, o que vai fazer o cliente decidir pela sua empresa é justamente se ele se identifica com os valores dela.

Por isso, ouvimos muito falar em humanização da marca, com atitudes que vão desde contar uma história ou criar um personagem que gere empatia. Inicialmente, separei dois exemplos para você entender: a Lu, do Magazine Luiza e o iFood, que é muito conhecido pelos cupons de desconto com linguagem descontraída que reforçam a marca.

Agora que você já entendeu o que é uma brand persona, saiba que para elaborar um plano para a sua marca você deve levar em conta os seguintes aspectos:

Quais são os valores da empresa;
Como é a interação com o público;
Como você quer que a empresa seja conhecida?
É hora de colocar o conhecimento em prática!

Como você viu, para não errar na hora de planejar a sua comunicação é importante saber a diferença entre buyer e brand persona e, assim, definir claramente as estratégias que serão utilizadas em cada uma delas.

Na EAGENCE temos especialistas prontos para ajudar você nessa jornada. Fale com a gente agora mesmo!

Comentarios